ADUFPEL - Associação dos Docentes da Universidade Federal de Pelotas

Logo e Menu de Navegação

Andes Sindicato Nacional
A- A+

Not��cia

ADUFPel inicia mostra cultural virtual na segunda-feira (3)

Na segunda-feira (3), a ADUFPel começará a divulgar os projetos selecionados no Edital Cultural. Será lançado um vídeo por dia (segundas, quartas e sextas-feiras), ao longo de oito semanas, em todos os seus canais de comunicação (Facebook, Instagram, Twitter e YouTube). 


A mostra virtual marca a última etapa do Edital, aberto em 24 de junho. Tendo em vista que os setores cultural e artístico foram os mais afetados pela pandemia de Covid-19, ela foi pensada como uma forma de celebrar os 41 anos da Seção Sindical, completos este ano.


Foram contemplados 24 projetos de vídeos com financiamentos de R$300 cada, totalizando um aporte de R$ 9 mil, considerando os impostos. Propostas que representam uma grande diversidade artística e respeitam as medidas vigentes de prevenção à Covid-19, recomendadas pelas autoridades competentes.


Poderiam participar da seleção, artistas das mais distintas áreas: artes visuais ou digitais, artes cênicas (teatro e dança), música, performance, entre tantas outras. Os interessados enviaram seus projetos e, devido ao grande número de inscrições - mais de 60 -, foram escolhidos não somente 22 - como havia sido divulgado no edital -, mas 24.


Segundo o diretor da entidade, Robinson Pinheiro, responsável pelo Edital, a ideia surgiu devido à impossibilidade de realizar a tradicional confraternização de aniversário da ADUFPel. “Diante disso, a gente reverteu a nossa festa em doação. Doamos mais de 150 cestas básicas para três comunidades carentes, com alimentos vindos da economia local. A gente pensou, também, em ajudar o setor cultural, uma vez que é um setor muito importante para a sociedade, e que, neste momento de pandemia, foi um dos primeiros a parar, e, indubitavelmente, será o último a voltar”, explicou. 


Conforme salienta, o apoio à cultura e à arte neste momento de tantos ataques do governo é fundamental. “É uma forma de dizer que nós, enquanto sociedade não-fascista, não sobreviveremos sem a arte, porque a arte oxigena a nossa existência. Então, humildemente, nós tentamos elaborar um edital para tentar promover e contribuir, na medida do possível, com os artistas, mas nós temos consciência de que o que nós fizemos não é um porvir redentor, não é algo que vai salvar a população artística das mazelas que historicamente elas vivenciam ou sofrem, principalmente agora, no governo Bolsonaro”. 


Selecionados

Aline da Silva Meira Cotrim, Andressa da Silva Bitencourt, Brenda Seneme Gobbi, Carlos Bento Freitas Barcellos Júnior (CMestre Jarrão), Cid Fernandez Curte Branco, Cláudia da Silva Paranhos, Daniela Corrêa da Silva Pinheiro, Daniela Ferreira de Souza, Davi Nunes de Mesquita, Guilherme Sperb, Hsb produções Artisticas LTDA, Ingrid Silva Duarte, João Daniel Pereira Amaro, Julia Alves , Kako Xavier, Leandro Toranca Fagundes, Lori Nelson Nogueira Dias, Marlise Peres do Carmo, Pedro Schlee Soler, Serginho da Vassoura, Thairone Lages Dorneles, Thalles Echeverry Feijó, Valmiro Pereira Machado Junior e Vitório Grafulha Corrêa.


Experiência bem sucedida 

Na avaliação do diretor da ADUFPel, o Edital Cultural foi uma experiência satisfatória, dado o fato de que foi uma construção coletiva. Ele reforça a importância de os sindicatos investirem mais em cultura e considera a possibilidade de, futuramente, lapidar o edital para que ele volte com uma nova roupagem e possa contribuir ainda mais com a valorização da arte local. 


“É importante que os sindicatos, como um todo, valorizem e promovam - quem pode, é claro -  os setores culturais em sua diversidade. Acho que isso é muito importante, isso também é fazer política, isso também é dialogar com a construção de um outro tipo de sociedade. Que a sociedade como um todo passe a valorizar mais os artistas locais. Muitas vezes a gente valoriza o que é de fora - como é comum à nossa existência - mas esquece da valorização do que é o nosso, do que é próprio, do que é único, do que é típico. O fazer artístico é bem diverso, múltiplo, e ele só vai ganhar expansão se houver de fato uma valorização da sociedade”, ressalta. 


Acompanhe o lançamento dos vídeos em nossos canais de comunicação!


Site

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube


Assessoria ADUFPel

Veja Também

  • relacionada

    FDAM lança plataforma eleitoral pela democracia e proteção ambiental

  • relacionada

    Confira os novos materiais das chapas que disputam a eleição do ANDES-SN

  • relacionada

    ADUFPel lança Spots de Rádio contra a Reforma Administrativa

  • relacionada

    Moção de apoio e solidariedade à Associação dos Remanescentes do Quilombo dos Macacos

  • relacionada

    Dica de série: Pose marca a história com o maior elenco trans da televisão mundial

  • relacionada

    Consun referenda lista tríplice para a reitoria da UFPel

Newsletter

Deixe seu e-mail e receba novidades.