ADUFPEL - Associação dos Docentes da Universidade Federal de Pelotas

Logo e Menu de Navegação

Andes Sindicato Nacional
A- A+

Notí­cia

Carta aberta da Diretoria da ADUFPel-SSind à comunidade

No último dia vinte e oito de agosto a comunidade acadêmica compareceu ao que acreditava ser o primeiro de uma série de debates sobre o novo regulamento de graduação. Tal regulamento havia sido proposto pela reitoria, para ser aprovado sem debate aberto com a comunidade universitária, em dezembro de 2017, sendo posteriormente sugerida sua aprovação para logo após o período de férias docentes, em fevereiro de 2018. Conhecendo esta proposta de aprovar logo após um período em que a maioria dos docentes estava gozando suas justas férias, a ADUFPel e a base docentes se mobilizaram e pressionaram a reitoria para que propiciasse o debate necessário ao tema.

Frente essa manifestação do sindicato e de sua base a reitoria apresentou uma proposta à ADUFPel de realização de diversos seminários de discussão sobre o tema. Por esta razão um grande número de professores compareceu à referida reunião, levando suas várias dúvidas e questionamentos, suas inquietações e sugestões, acreditando estarem fazendo parte de um processo democrático de construção do documento. A reunião, infelizmente, mostrou-se ser uma farsa no que se refere ao exercício democrático, pois terminou com a reitoria dizendo que aquela era uma reunião informativa, de mera apresentação do documento, e não um espaço de discussão, e indicando sua intenção de, a despeito de todas as dúvidas, sugestões e questionamentos, encaminhar o documento para apreciação na próxima reunião do COCEPE, como efetivamente fez.

Mais uma vez a ADUFPel e sua base pressionaram para que não fosse aprovado o documento naquela ocasião e, novamente simulando uma abertura democrática, a reitoria retirou de pauta a aprovação e propôs a reunião do dia 12/09/2018 no Campus Capão do Leão, dizendo de antemão que já no dia seguinte o documento seria apreciado pelo COCEPE.

Tratou-se novamente de uma simulação de democracia por diversas razões. A primeira é que repete o procedimento atropelado de apresentar um documento sem disposição de incorporar ao mesmo as sugestões da comunidade. Em ambas as reuniões ocorreram manifestações pedindo mais tempo para discussão do documento, mesmo porque as respostas às sugestões feitas pela comunidade apenas foram respondidas no início desta semana, não dando tempo para que as pessoas as avaliassem e as questionassem ou, quiçá, aceitassem.

Adicionalmente, é importante perguntar o que se fez com toda aquela massa de insatisfação e dúvidas que se apresentaram na reunião do dia vinte e oito passado? Em que momento a comunidade, que se mostrou disposta e motivada a participar e construir o documento, será ouvida? Quando se apresentará para aqueles e aquelas que lá se pronunciaram uma posição sobre suas manifestações, a fim de fazer o saudável e necessário debate, que ali se mostrava demandado e possível, uma vez que a comunidade compareceu e se manifestou de diversas maneiras sobre o documento?

Construir uma gestão democrática vai além de estabelecer processos que simulam essa democracia. É necessária real disposição para ouvir, acolher e debater. É necessário tempo para amadurecimento das idéias e interlocução. É necessário que se consultem em mais de uma oportunidade os diversos segmentos da comunidade que serão afetados pelas decisões. É necessário que se dê crédito à inteligência da comunidade acadêmica, que bem percebe quando se pretende impor uma decisão sem ouvir, sem debater, sem participação da mesma.

Após diversas manifestações e embates pela discussão democrática do documento, a ADUFPel torna a insistir com a reitoria que não desperdice a oportunidade de construí-lo de maneira ampla e inclusiva. A comunidade está pronta e motivada para esta discussão. Reforçamos com a reitoria e com o COCEPE que não é momento de apreciar o documento, pois muitas dúvidas perduram e permeiam o processo, muitas sugestões estão sem resposta ou manifestação e muito há ainda que se fazer para que efetivamente esse documento represente um avanço nas metodologias que dizem respeito à graduação e naquelas que dizem respeito à condução dos processos democráticos na Universidade.

 

Diretoria ADUFPel-SSind

 

Veja Também

  • relacionada

    Senado corta metade dos recursos do pré-sal que iriam para educação e saúde

  • relacionada

    Expediente ADUFPel-SSind dias 15 e 16 de novembro

  • relacionada

    Entrevista: professor Gonzalo Rojas (UFCG) fala sobre conjuntura e ataques à educação públ...

  • relacionada

    ANDES-SN orienta docentes em caso de agressões

  • relacionada

    Festa de Final de Ano da ADUFPel-SSind será realizada em 1º de dezembro

  • relacionada

    O Estado não está mediando o conflito, está o assumindo: entrevista com Patrícia Cunha (UF...

Newsletter

Deixe seu e-mail e receba novidades.