ADUFPEL - Associação dos Docentes da Universidade Federal de Pelotas

Logo e Menu de Navegação

Andes Sindicato Nacional
A- A+

Not��cia

Carta aberta sobre o Calendário Alternativo

A UFPel, como o restante do país, enfrenta a pandemia da COVID-19, tendo em decorrência suspendido suas aulas. A administração central da instituição propôs uma alternativa de calendário acadêmico a qual, segundo a própria reitoria, não será imposta e passará por um processo democrático de construção. Apesar da universidade e de seus docentes estarem muito ativos neste período de suspensão das aulas, o tema preocupa e interessa aos docentes, que desejam restabelecer contato com suas/seus alunas/os e regularizarem as atividades acadêmicas que ora exercem.


Contribuindo com o processo democrático de formulação deste calendário e, num gesto de boa fé de que o discurso da reitoria se estenda para além das palavras, a ADUFPel fez críticas à proposta e apontou um caminho diverso do proposto pela administração central da Universidade. Tais críticas e sugestões fazem parte de um documento apresentado à gestão no dia 12 de maio e publicado na página da ADUFPel.


Segundo a reitoria, diversas propostas foram apresentadas até a data de 15 de maio passado, tendo então a reitoria se colocado na função de compiladora única dessas propostas para votação no COCEPE. Nesse mesmo espírito de boa-fé e de esperança de que o processo se constitua realmente de maneira democrática, a ADUFPel vem, neste momento, fazer os seguintes questionamentos e considerações:


1) Quando a formulação final da proposta da reitoria será apresentada à comunidade?


2) Quais pontos, dos sugeridos à reitoria, foram incorporados à proposta?


3) Quais foram rejeitados e por qual razão?


4) Uma vez que a democracia, no COCEPE, se dá de forma representativa, quando os conselheiros terão acesso à proposta e, mais importante, quanto tempo terão para discuti-la com seus representados? Ou, alternativamente, os conselheiros só terão acesso à proposta pouco tempo antes da reunião que se pretende realizar para legitimá-la e discutirão a proposta no Conselho e realizarão seus votos sem ouvirem suas bases ou mesmo sem o conhecimento dos representados a respeito da proposta?


Destaca-se que essas respostas são de suma importância, uma vez que, como exposto nos itens acima, o processo até o momento resulta em que o conjunto da comunidade de estudantes, técnicos administrativos em Educação, docentes e terceirizados da UFPel não teve acesso mínimo a todas as sugestões feitas e muitos aspectos da proposta seguem desconhecidos da comunidade e até mesmo dos membros do COCEPE.


Como exemplo, citamos que na transmissão ao vivo realizada no último dia 14 de maio o reitor fez reiterados elogios a uma proposta apresentada por um grupo de professores a qual é desconhecida pelo restante da comunidade. A referida proposta, bem como outras, pode trazer elementos que interessam à comunidade da UFPel e por isso o conjunto de interessados tem o direito de tomar conhecimento dessas propostas e/ou sugestões.


Acreditamos que a democracia se dá através de atos, mais do que através de palavras. Estamos certos de que a gestão se empenhará em responder às questões feitas e atuará fornecendo o devido tempo para que a proposta final da reitoria seja apropriada e possa se tornar uma proposta final da comunidade.


Diretoria ADUFPel-SSind

Veja Também

  • relacionada

    MEC autoriza que atividades remotas sejam computadas como carga horária durante a pandemia

  • relacionada

    Projeto Dandô realiza Mostra Virtual neste sábado (6)

  • relacionada

    Nota de esclarecimento à comunidade universitária da UFPel sobre o processo sucessório na ...

  • relacionada

    Live debate educação e luta durante pandemia de Covid-19

  • relacionada

    MPF investiga baixo repasse do governo federal no combate ao coronavírus

  • relacionada

    Reitor da UFFS defende intervenção militar no Supremo Tribunal Federal

Newsletter

Deixe seu e-mail e receba novidades.