ADUFPEL - Associação dos Docentes da Universidade Federal de Pelotas

Logo e Menu de Navegação

Andes Sindicato Nacional
A- A+

Not��cia

Dica de série: Pose marca a história com o maior elenco trans da televisão mundial

Pose é uma série do canal FX, mas que pode também ser encontrada na Netflix. A trama gira em torno de um importante movimento cultural LGBTQIA+ dos anos 80, ocorrido nos Estados Unidos, em meio à crescente epidemia de HIV e AIDS. De maneira bastante didática, busca desconstruir a visão reacionária e preconceituosa que até hoje acompanha a comunidade. 


A história é contada a partir da personagem Blanca (MJ Rodriguez), mulher transgênero que descobre ser portadora do vírus HIV. Ela participa ativamente dos bailes chamados “Balls”, que consistiam em competições de dança e performances onde a maioria dos participantes eram gays, trans e drags. Os bailes, surgidos no Harlem, faziam parte da cultura underground e eram uma forma de resistência na época e até hoje existem em mais de 15 cidades do país norte-americano. 


Na série, o foco são os e as participantes desses bailes, homens e mulheres excluídos pela sociedade que buscam reconhecimento e acolhimento. Eles e elas, por não terem onde morar ou por terem sido expulsos de suas famílias, vivem em casas que oferecem uma rede de apoio. Essas casas são comandadas por uma mãe que os acolhe e, a partir disso, eles e elas passam a participar das competições. 


Sabendo que tem pouco tempo de vida, Blanca decide sair da sombra de sua mentora Elektra (Dominique Jackson) para construir sua própria casa. Dentre seus filhos, estão o bailarino Damon (Ryan Jamaal Swain), que foi expulso de casa por causa de sua sexualidade e Angel (Indya Moore), trans em busca do verdadeiro amor e de reconhecimento como mulher.


A primeira temporada foi aclamada pela crítica e recebeu diversas indicações, incluindo o Globo de Ouro de Melhor Série Dramática e o Globo de Ouro de Melhor Ator em Série Dramática de Billy Porter. Além disso, a série marca a história da televisão internacional com o maior elenco trans de todos os tempos e mostra que representatividade importa em todos os espaços. 


Assessoria ADUFPel
Imagem: Divulgação

Veja Também

  • relacionada

    CORREÇÃO: ADUFPel realiza reunião conjunta de GTPE e GTPCEGDS no dia 3/12

  • relacionada

    Acesse mapa com todas as instituições de ensino sob intervenção de Bolsonaro

  • relacionada

    Ouça no Viração entrevista sobre o Apagão no Amapá

  • relacionada

    ANDES-SN debate estratégia de luta contra intervenções

  • relacionada

    Comitê da UFPel demonstra preocupação com avanço da Covid na região

  • relacionada

    Para defender intervenções, governo afirma que Universidades Federais não são independente...

Newsletter

Deixe seu e-mail e receba novidades.