ADUFPEL - Associação dos Docentes da Universidade Federal de Pelotas

Logo e Menu de Navegação

Andes Sindicato Nacional
A- A+

Notí­cia

Reunião dos Setores do ANDES-SN aprova estado de greve para o início de 2020

Em reunião conjunta dos Setores das IFES e das IEES/IMES do ANDES-SN, ocorrida no dia 4 de dezembro em Brasília (DF), docentes de todo o país deliberaram por estado de greve a partir do início do primeiro semestre letivo de 2020. O questionamento foi enviado para as Seções Sindicais pela diretoria do ANDES-SN para que o assunto fosse debatido nas assembleias de base. 


Das 25 sessões sindicais que estavam presentes, a ampla maioria se posicionou favorável. O encaminhamento da ADUFPel-SSind foi levado pelo diretor Francisco Vitória e pelo coordenador do Conselho de Representantes Renato Waldemarin, conforme decisão de Assembleia Geral dos docentes da UFPel e do IFSul-CaVG, do dia 27 de novembro, que, por unanimidade, aprovou estado de greve. 


Diante das ofensivas do governo federal à educação, que incluem sucessivos cortes orçamentários, o projeto Future-se, o Novos Caminhos e o pacote de Propostas de Emendas à Constituição (PECs), que buscam atacar os serviços públicos, foi indicado, pelo Setor, que as Seções Sindicais realizassem rodadas de Assembleias para pautar o estado de greve. O objetivo é que seja fortalecida uma unidade de ação no setor da educação nacional.


Encaminhamentos 

Ficou definido, ainda, que a diretoria do Sindicato Nacional publique uma nota explicando o significado de estado de greve e que as Seções Sindicais construam uma pauta para Greve Geral da Educação, com

temas específicos e gerais, considerando os seguintes eixos:

a. Reposição das perdas salariais;

b. Lutar pela revogação da Emenda Constitucional número 95 e pela recomposição do orçamento público para as Instituições de Ensino Superior;

c. Lutar pela rejeição das PECs 186, 187 e 188;

d. Lutar contra o Future-se;

e. Lutar em defesa da Autonomia Universitária e da Liberdade de Cátedra.


Além disso, encaminhou-se que as Seções realizem “Um Dia na Praça” expondo a pauta de reivindicações e organizem semanas temáticas para o fortalecimento da mobilização, com palestras, faixas, panfletos, plenárias ampliadas e atos públicos. E que também organizem movimentos mais amplos em defesa da universidade pública, com a presença de Diretórios Centrais Estudantis (DCEs) e de Sindicatos de Técnico-Administrativos para formação de comandos locais unificados de mobilização.


A reunião dos Setores também deliberou pela reunião e articulação de Fóruns estaduais de servidores (federais e estaduais) e os fóruns municipais para encaminhar lutas em conjunto na sociedade. Ainda, será solicitada, via CSP-Conlutas, plenária ampliada das centrais sindicais para fortalecimento da luta em defesa da educação pública.


Assessoria ADUFPel


Foto: Assessoria ANDES-SN

Veja Também

  • relacionada

    A PEC da Reforma Administrativa e os possíveis rumos do serviço público no país

  • relacionada

    ANDES-SN divulga pareceres jurídicos sobre ataques do governo

  • relacionada

    Servidores gaúchos paralisam atividades durante votação do pacote de medidas de Eduardo Le...

  • relacionada

    Fagotista colombiana apresenta-se em Pelotas durante o 10º Festival Sesc de Música

  • relacionada

    Universidades estão impedidas de contratar novos professores e técnicos, segundo decisão d...

  • relacionada

    Violência contra jornalistas aumenta 54% em 2019

Newsletter

Deixe seu e-mail e receba novidades.